13/01/2017

A Torre Negra - de Stephen King



A Torre Negra é uma série literária escrita pelo americano Stephen King. Misturando ficção científica, fantasia e terror numa narrativa que forma um verdadeiro mosaico da cultura popular contemporânea, o enredo segue um "pistoleiro" e sua busca em direção a uma torre, cuja natureza é tanto física quanto metafórica.
Considerada a magnum opus do escritor, levou trinta e três anos para ser concluída e em 2010 havia alcançado a marca de 30 milhões de exemplares vendidos. A saga é inspirada no universo imaginário de J.R.R. Tolkien, no poema épico do século XIX Childe Roland à Torre Negra Chegou, escrito por Robert Browning, e repleta de referências à cultura pop, às Lendas Arturianas e ao faroeste.

Em 21 de fevereiro de 2012, foi lançado um oitavo livro da série, intitulado The Wind Through the Keyhole, posteriormente lançado no Brasil com o nome O Vento Pela Fechadura.

Stephen King começou a escrever a coleção quando ainda era estudante universitário, na década de 1970. O primeiro volume, O Pistoleiro, foi publicado inicialmente em capítulos na revista de ficção científica The Magazine of Fantasy & Science Fiction. Relançado em 1982 em forma de livro, foi seguido por seis outros romances. Em 2003, o primeiro volume ganhou uma edição revista e expandida.


Os oito livros da serie.

Desde seu lançamento, a série vem reunindo milhares de fãs no mundo todo, e é considerada por muitos leitores e críticos a obra mais importante do escritor. Alguns casos demonstram a devoção de admiradores para com A Torre Negra. Em 1998, por exemplo, Stephen King recebeu a carta de uma senhora idosa em fase terminal de câncer; ela implorou para que o autor revelasse o desfecho da série e prometeu não contar a mais ninguém. No ano seguinte, outro leitor à beira da morte fez o mesmo pedido. King se surpreendeu com as cartas. Não revelou, porém, o final da série, porque nem ele, até então, sabia como terminaria. Quando o autor sofreu um acidente de carro em 1999, alguns temeram nunca vê-lo concluir a saga.

Embora a série tenha sido declarada oficialmente concluída com a publicação do sétimo volume em 2004, em uma entrevista de março de 2009, King fez uma declaração descrevendo uma ideia que ele havia tido recentemente para uma nova história. De acordo com ele, o pensamento era de um novo romance para A Torre Negra. A respeito da saga, King acrescentou: "Ainda não está realmente pronta. Estes sete livros são realmente seções de um longo super romance".

O tomo, intitulado The Dark Tower: The Wind Through the Keyhole (A Torre Negra: O Vento pela fechadura, na edição brasileira) foi anunciado no site oficial de Stephen King em 10 de março de 2011, tendo sido lançado em edição especial em 21 de fevereiro de 2012 e publicado oficialmente em 24 de abril do mesmo ano - com versões em e-book e audiobook. King observou que a história do romance está situada entre o quarto e o quinto livros da série, e conta o que aconteceu ao Ka-tet antes de chegar à cidade de Calla; a versão americana da obra é menor do que o segundo livro, porém maior do que o primeiro. De acordo com Philippa Pride, editor britânico de Stephen King, The Wind Through the Keyhole pode ser lido sozinho, sem o conhecimento prévio dos demais livros.

O texto a seguir pode conter spoilers.

O Pistoleiro (1982)

O livro é iniciado com a fuga do homem de preto pelo deserto, com um pistoleiro em seu encalço. Roland Deschain é o ultimo dos pistoleiros de seu mundo, relativamente diferentes dos do nosso graças às práticas e costumes inspiradas em ordens cavaleiriças do mundo medieval com seus rígidos códigos de conduta e honra. Como seu objetivo, temos a busca obstinada pela Torre Negra, dita como o eixo de todo o tempo e espaço. Acreditando que a mesma possui indicações para seu destino, o pistoleiro persegue um mago chamado apenas de Homem de Preto, que atravessa o deserto na sua frente.

Pelo caminho, Roland se vê obrigado a cruzar a cidade desolada de Tull, onde é vítima de uma armadilha deixada pelo Homem de Preto que resulta em uma grande tragédia, mas não se deixa deter e segue no rastro do mago. Em seguida encontra John Chambers (apelidado de Jake), um menino que foi transportado para o mundo de Roland depois de morrer em circunstâncias trágicas na Nova York de 1977, vindo parar em um celeiro no meio do deserto. Jake faz o papel de filho simbólico de Roland, mas que acaba sendo sacrificado pelo mesmo quando surge a necessidade da escolha entre sua vida e a pegar o Homem de Preto. Suas últimas palavras são "Vá, então. Existem outros mundos além deste." A importância dessas palavras é revelada ao longo da saga central conforme seu progresso.

O livro conclui com o Homem de Preto sendo alcançado e revelando fatos importantes sobre o destino de Roland e sua busca, tirando a sorte do pistoleiro através de cartas de tarô. É sobre a profecia dessas cartas que o próximo volume da saga se baseia, enquanto Roland progride em sua jornada.


O Pistoleiro


A Escolha dos Três (1987)

O livro retoma a narrativa de onde O Pistoleiro terminou, com Roland caminhando pela orla em busca da Torre Negra após as revelações do homem de preto. Durante uma longa confabulação , é revelado a Roland, nas cartas de um baralho de tarô, aqueles que Roland deverá escolher para ajudá-lo em sua busca pela Torre Negra: O Prisioneiro, A Dama das Sombras e A Morte. Roland prossegue por seu caminho, e chega à praia, onde, entre ocasionais ataques de lagostrosidades (seres que se assemelham à lagostas), ele encontra três portas que o levam do Mundo Médio para três épocas diferentes da Nova Iorque do nosso mundo. Durante sua jornada, o pistoleiro acaba ferido gravemente, perdendo três dedos da mão direita e sofrendo envenenamento pelas lagostrosidades, o que culmina em uma corrida contra o tempo à procura de uma maneira de regredir sua contaminação.

A primeira porta o leva a 1987 e a Eddie Dean, um viciado em heroína que está tentando entrar em Manhattan contrabandeando um quilo de cocaína pura para o mafioso Enrico Balazar. Ao passar pela porta, Roland se encontra no controle de Eddie, vendo tudo através de seus olhos e podendo até mesmo trazer objetos desse outro mundo para sua terra natal. Dessa maneira, consegue retardar o efeito da febre pelo envenenamento, utilizando aspirinas fornecidas por Eddie, que acaba se revelando ser "O Prisioneiro". De início relutante, Eddie acaba cedendo ao pistoleiro, que o ajuda na frustrada tentativa de resgatar seu irmão que foi tomado como refém por Balazar. Sem mais vínculos com o seu mundo atual, O Prisioneiro é levado para o mundo de Roland, onde pouco a pouco acaba aceitando seu destino como membro do Ka-tet.

A segunda porta transporta o pistoleiro à mesma cidade, mas dessa vez na década de 1960. A Dama das Sombras que Roland encontra atrás dessa porta é Odetta Holmes, uma negra deficiente física, ativista do movimento pelos direitos civis dos negros, cuja sua dupla identidade corresponde também a Detta Walker. Odetta é a filha de um rico dentista famoso por suas invenções, tendo tido uma educação fina e requintada, enquanto Detta é rebelde, sádica, cleptomaníaca e extremamente incomodada com questões de etnia, acreditando que todos partem de julgamentos racistas contra sua pessoa. Roland consegue retirar a Dama para seu mundo, mas sofre constantes ataques de Detta, que se recusa a cooperar.

A terceira porta leva Roland ao ano de 1977 onde ele encontra Jack Mort, A Morte. Jack é um assassino inescrupuloso e sorrateiro, que foi responsável pela primeira morte de Jake arremessando-o no meio do trânsito e pelo surgimento da segunda personalidade de Odetta Walker ao derrubar um tijolo em sua cabeça quando era criança. Posteriormente, descobrimos que Jack também foi responsável pela deficiência de Odetta ao empurrá-la em direção a um trilho de metrô, resultando na amputação imediata de suas duas pernas. Roland não perde tempo tentando "consertar" Jack, utilizando seu corpo irrestritamente para conseguir mais aspirinas e derradeiramente se jogando na frente de um trem, ironicamente selando o destino do assassino como ele tentou fazer com Odetta anos atrás. Durante esta passagem, Roland ardilosamente consegue fazer que Detta olhe através da porta para um espelho, encontrando Odetta e nesse processo fundindo as duas personalidades, que passam a se chamar Susanah Dean, agora apaixonada por Eddie. Este capítulo da Torre Negra termina com problemas para Roland. Durante seu domínio sobre Jack, o pistoleiro conseguiu evitar a morte de Jake ao interromper seu atropelamento, criando duas linhas de tempo diferentes em sua cabeça e na do menino. Ambos começam a ser dilacerados por essa dualidade, que será um dos temas principais do próximo livro.


A Escolha dos Três


As Terras Devastadas (1991)

A história começa meses na floresta depois após a escolha dos três na praia do mar Ocidental, aonde puxa para o Mundo Médio o viciado em heroína Eddie Dean, e Susannah, nova identidade da mulher que guardava em si duas personalidades distintas. Lá, se deparam e lutam com Shardik, um cyborg que tomara a forma de um gigantesco urso, na verdade, um dos guardiões dos 12 portais que dão para dentro e fora do mundo, unidos por seis feixes de luz. Roland acredita que na interseção desses portais pode encontrar a Torre. O ka-tet segue o caminho do feixe de luz do urso, aonde resgatam o terceiro escolhido em um círculo dominado por um oráculo, Jake Chambers, que após Roland impedir que Mort o empurrasse na frente do Cadillac na rua 43 com a quinta avenida, criando um paradoxo temporal que começa a dilacerar as mentes de Jake e Roland, no círculo, o paradoxo é interrompido, com a volta de Chambers.

No caminho para a degenerada cidade de Lud, o ka-tet ganha mais um membro, o trapalhão OI, uma raça fictícia do Mundo Médio. Lud é uma cidade decadente e semi-abandonada, decrépita e em rápida degeneração devido à guerra. Lud é controlada por duas gangues rivais, os Pubes e os Grays, que vivem um interminável conflito territorial. Jake é sequestrado antes de entrarem nesse deserto urbano por Gasher, subordinado de Andrew Quick ou Homem do Tic-Tac. Roland vai em seu encalço com a ajuda de OI e seu faro, e também da força mental entre os membros do ka-tet. Susannah e Eddie tentam encontrar o berço de Lud, aonde vive o monotrilho blaine, um dos mais perigosos demônios. Tentarão nele embarcar, mas apenas se resolverem as suas adivinhações. A história termina com Blaine seguindo rumo a Topeka, para suicidar-se e matar todos os companheiros. Roland propõe a ele a liberdade do Ka-tet, se conseguirem apresentar ao menos uma adivinhação que Blaine não consiga resolver.


As Terras Devastadas


Mago e Vidro (1997)

Mago e Vidro retoma a narrativa de As Terras Devastadas. O ka-tet de Roland está a bordo do monotrilho Blaine em direção a Topeka e Eddie, com adivinhações tolas e estúpidas, na avaliação de Blaine. Os companheiros descem em Topeka, Kansas, cidade dizimada por uma praga.

O grupo sai de Topeka e acampa junto a um buraco interdimensional chamado por Roland de Lúmina. Durante a noite, o pistoleiro conta a seus aprendizes a respeito de seu passado e da primeira vez que encontrou uma lúmina - no Baronato de Mejis, onde ele conheceu seu grande amor de juventude, Susan Delgado. Conta a história de seu ka-tet quando criança, formado por Cuthbert Allgood e Alain Johns, enfrentando os Caçadores do Grande Caixão, numa conspiração onde John Farson, o Homem Bom, trama para acabar com a Guerra entre ele e Gilead.

Pela manhã, o ka-tet adentra o familiar Palácio Verde, algo saído das histórias do Mágico de Oz, onde o Mago é, na verdade, Marten Broadcloak, também conhecido como Randall Flagg. Saindo do Palácio, com Oi à frente, o grupo se coloca novamente a caminho da Torre Negra através do Caminho do Feixe de Luz.


Mago e Vidro


Lobos de Calla (2003)

Depois de sair de uma Topeka alternativa e escapar do mago Randall Flagg, o ka-tet de Roland chega à vila de Calla Bryn Sturgis, onde encontram o Padre Callahan, personagem conhecido de outra história de King - A Hora do Vampiro (Salem's Lot, em inglês). O povo da cidade pede aos pistoleiros que o defenda da ameaça dos Lobos — cavaleiros mascarados que surgem uma vez a cada geração para roubar metade das crianças do local e devolvê-las semanas depois, física e mentalmente incapacitadas. Enquanto isso, na Nova York de 1977, a Corporação Sombra planeja atacar o terreno baldio onde floresce a Rosa, manifestação da Torre Negra no mundo atual.

Os pistoleiros, auxiliados pelas Irmãs de Oriza, defendem a cidade e aniquilam os Lobos. Ao final da batalha, percebem a falta de Susannah. Em virtude de eventos relacionados ao terceiro livro da série, As Terras Devastadas, Susannah foi dominada por uma entidade chamada Mia e, de posse do Treze Preto, atravessou uma porta interdimensional e está agora desaparecida. Roland, Eddie, Callahan, Jake e Oi se preparam para ir atrás de Susannah e de Calvin Tower.


Lobos de Calla

Canção de Susannah (2004)

O penúltimo volume da “Torre Negra” começa com uma reunião entre o ka-tet de Roland e o povo Manni de Calla. Na reunião eles decidem que irão tentar abrir a porta na gruta com ajuda dos Mannis, e partiram em busca de Susannah e Mia. Um tempo depois, enquanto Eddie e Jake confabulavam, um grande clarão é visto no horizonte, seguido de um tremor de terra. Roland explica para seus amigos assustados que aquilo não foi um terremoto comum. Foi um “feixemoto”. Um dos feixes de luz que sustenta a Torre Negra havia acabado de cair, e pelas contas de Roland, agora só restavam pelo menos dois feixes.

Chega o momento de partir em busca de Susannah. Na gruta do vão da porta, com a ajuda de quarenta Mannis com seus imãs magicos, Eddie, Jake, Oi, Roland e Callahan conseguem atravessar a porta (na verdade foi muito mais do que isso, já que todos foram literalmente puxados pela porta). Eddie e Roland vão parar na Nova York de 1977, e tem a missão de encontrar Calvir Tower, e concluir o que Eddie havia começado anteriormente, que é comprar o terreno baldio de onde brota a rosa. Jake, Oi e Callahan vão parar na Nova York de 1999, a mesma onde Mia e Susannah se encontram, e tem a missão de encontrar e salvar Susannah.

Susannah ajuda Mia, em troca de algumas explicações por parte da “filha de ninguém”. Mia então conta a Susannah o que ela realmente é, e de quem é o filho que ela carrega em seu ventre. Enquanto isso, na chegada até a Nova York de 1977, Roland e Eddie são emboscados pelos homens de Balazar, mas conseguem fugir com a ajuda de um homem que eles encontram no lugar, chamado John Collum. E com a ajuda de Collum, Roland e Eddie finalmente conseguem encontrar Calvin Tower, mas ao contrário do que foi antes, o homem não se encontrava disposto a vender o terreno baldio onde brotava a rosa. Após uma difícil confabulação (principalmente para Eddie, que tinha vontade de matar Tower por causa da quebra de sua promessa em um momento crucial) Tower finalmente decide vender a propriedade, com a promessa por parte de Roland, de que receberá o valor adequado pela venda futuramente. Antes de partirem, Eddie diz a Roland que sente que eles devem ir atrás do homem que escreveu a historia de Callahan naquele mundo, Stephen King. Os amigos então partem em busca de sai-king que quase tem um ataque do coração ao se encontrar frente a frente com personagens que antes só existiam em sua mente.

Na Nova York de 1999, Jake recebe um bilhete da recepcionista do hotel onde Susannah estivera hospedada, antes de partir para o Dixie Pig, o lugar onde daria a luz ao seu chapinha. No bilhete (escrito por um tal de Stephen King) há um lembrete sobre a chave. “Dad-a-chum, dad-a-chá, não se preocupe, você tem a chave.” Jake e Callahan usam o MagCard que havia no bilhete para ter acesso até o quarto onde Susannah/Mia estava hospedada, e lá eles se apoderam do treze preto e dos pratos de Oriza que Susannah havia utilizado na batalha contra os lobos. Em seguida os dois partem para o Dixie Pig, para resgatar Susannah, Mia e o bebê que cresce em seu ventre.

No Dixie Pig, Susannah/Mia começa a dar a luz a seu filho, que se chamará Mordred.


Canção de Susannah


A Torre Negra (2007)

Neste volume sete, o leitor poderá conhecer o desfecho da missão implacável de Roland Deschain para chegar à Torre Negra. O pistoleiro Roland é obcecado por uma enorme corrente de energia que emana da torre que ele busca – e que precisa ser resgatada, pois está enfraquecendo. No decorrer da saga, Roland recruta um viciado em drogas, uma mulher sem pernas, um padre amaldiçoado e um ‘filho’, além de um animal inventado, o trapalhão Oi, para ser seu ka-tet, ou bando. Este o acompanhará na missão para achar – e salvar – a torre das mãos do Rei Rubro e seus aliados, cuja missão é a destruição da torre e do mundo.


A Torre Negra


O Vento pela Fechadura (2012)

Em “O vento pela fechadura”, Stephen King retorna ao Mundo Médio, cenário da “A Torre Negra”.

O novo livro encaixa mais uma peça no vasto quebra-cabeças que cerca a saga, oferecendo lendas e histórias fantásticas de Gilead, ao mesmo tempo em que investiga o passado doloroso do pistoleiro Roland Deschain. No meio do caminho entre o Palácio Verde e Calla, o pistoleiro Roland Deschain e seu ka-tet - Jake, Susannah, Eddie e Oi, são obrigados a acampar numa cidade fantasma, caso contrário, seriam congelados com a chegada súbita e mortal de uma borrasca, tempestade única ao Mundo Médio.

Para afastar o tédio da espera, Roland distrai o grupo com uma história de seu passado. Porém, no centro dessa lembrança, o jovem Roland, do passado, também narra uma fábula de sua infância, registrada em seu livro favorito: O Vento Pela Fechadura.


O Vento pela Fechadura


Texto revisado. Fonte primária: Wikipedia